Blog, textos e paixão por escrever

Eu tenho que admitir que andava totalmente desanimado com o blog. Já não tinha tanta inspiração para bolar textos legais, e ainda via que a maioria dos visitantes procurava apenas por coisas idiotas, como o post do homem que comeu uma cabra. Eu olhava para posts mais antigos, de uma época melhor (e ficava me perguntando quando escreveria textos tão bons assim de novo.

Por um bom tempo, escrever no blog ficou me parecendo uma obrigação.

Uma vez ou outra a inspiração voltava, mas não como antes. O ritmo chegou a cair pra menos de um post por semana, até receber um e-mail muito interessante. Vou colocar os trechos importantes do e-mail aqui:

Usei dois textos teus em uma de minhas aulas (sou professora de Língua Portuguesa). Aliás, li todos. E adorei!!! (…) Quanto à acidez dos textos,não pude evitar a admiração: teus argumentos têm autoria, têm assinatura.
Espero que não fiques chateado comigo por ter usado os textos sem tua autorização. Prometo pedir da próxima vez, tá:)
Bjão
Nana

Não sei explicar exatamente o que aconteceu, mas este texto me acordou. Tal reconhecimento dos meus textos é tão inspirador que seria um insulto à professora Nana se eu não continuasse a escrever, se eu não me esforçasse.

Eu sei que tem pessoas por aí que gostam dos meus textos. Sei que nem todo mundo vem aqui pra ler sobre bichos esquisitos ou pessoas se suicidando em shoppings. Pra vocês, que continuaram visitando e lendo o tomate na esperança de algo novo, estou tentando voltar. Ainda preciso pegar o ritmo de novo, reaprender e a ser engraçado e crítico.

E nada melhor pra carimbar a volta do Tomate Cru do que um tema novo! Na verdade, este é o Green Park 2.0, uma nova versão do primeiro tema que usamos aqui no tomate (e usamos por mais de 1 ano). Só falta trocar as cores de algumas coisas pra vermelho, e pronto.

Estaremos de volta em nossa melhor forma. Aguardem e confiem.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *